Um franciscano espanhol, secretário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada

Ministro Geral da Ordem Franciscana dos Frades Menores

Roma, (Zenit.org) | 729 visitas

O papa Francisco nomeou secretário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica o padre José Rodríguez Carballo, ministro geral da Ordem Franciscana dos Frades Menores, e presidente da União Internacional de Superiores Gerais desde novembro de 2012. O papa o elevou também à sede de Belcastro com dignidade de arcebispo.

Frei José Rodríguez Carballo, OFM, nasceu em Lodoselo, Diocese de Ourense, Espanha, no 11 de agosto de 1953, e foi batizado na igreja paroquial de Santa Maria no 16 de março do mesmo mês. Em 1964 entrou para o seminário menor da Província Franciscana de Santiago de Compostela, em Castroverde de Campos (Zamora), onde frequentou o primeiro ano do segundo ciclo de estudos, e do segundo ao quinto ano no seminário de Herbón (La Coruña) , estudou o sexto ano no convento dos franciscanos de Ponteareas.

Fez o noviciado no mesmo convento de Ponteareas, onde tomou o hábito franciscano no 31 de julho de 1970 e fez a sua profissão dos votos temporais no dia 9 de agosto de 1971.

De Ponteareas foi designado para a Fraternidade de Santiago de Compostela, e no Centro de Estudos Teológicos da Cidade, estudou filosofia.

Em 1973 foi transferido para Jerusalém, para a Custódia da Terra Santa, onde fez seus estudos teológicos. No dia 8 de dezembro de 1976, em Nazaré, na Basílica da Anunciação, frei José emitiu a sua profissão solene nas mãos do frei Justo Artaraz OFM, guardião da fraternidade. E no 23 de junho de 1976 obteve o grau de Bacharel em Sagrada Teologia.

No dia 28 de junho de 1977, na solenidade de São Pedro, também em Jerusalém, foi ordenado sacerdote na Igreja de São Salvador. De 1976-1979 frequentou o Studium Biblicum Franciscanum da Flagelação em Jerusalém, onde se formou em Teologia Bíblica. No Pontifício Instituto Bíblico de Roma, obteve a licenciatura em Sagrada Escritura.

Retornou a Santiago de Compostela, e foi designado para a Fraternidade de Ponteareas. Ali foi mestre de postulantes e ecônomo da fraternidade. Em 1982 foi nomeado mestre de noviços.

Em 1983 foi eleito definidor provincial e no seguinte Congresso Capitular, foi nomeado secretário provincial para a formação e os estudos, Comissário da Terra Santa e Mestre de Noviços. Em 1989 foi nomeado Guardião e Reitor do Convento de São Francisco em Santiago de Compostela, e mestre de irmãos de profissão temporal, serviço que exerceu até o capítulo de 1992.

Foi professor de Sagrada Escritura e Teologia da Vida Consagrada no seminário diocesano de Vigo e no Centro de Estudos de Teologia de Santiago de Compostela.

Em 1992, a província de Santiago de Compostela, o elegeu ministro provincial, e em 1993 foi nomeado presidente da União de Ministro Provinciais Franciscanos da Europa (UFME), cargo que ocupou até 1997.

No 16 de Maio de 1997, foi eleito definidor geral da Ordem e secretário geral para a Formação e os Estudos de toda a Ordem; e delegado do grande chanceler para o Pontifício Ateneu Antonianum em Roma. Frei José foi visitador geral da Custódia dos Santos Mártires de Marrocos em 1995, da província franciscana de São Salvador de Horta da Catalunha na Espanha em 1998; das casas de formação da província da Assunção (1999) e de São Francisco na Polônia (2001).

Em 2003, foi eleito Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores, sendo o 119 sucessor de São Francisco de Assis, e reeleito por mais seis anos, no 4 de junho de 2009. É membro da Congregação para a Evangelização dos Povos e para a Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica.

Participou nos Sínodos dos Bispos de 2005 (A Eucaristia: fonte e ápice da vida e da missão da Igreja), de 2008 (A Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja), de 2010 (A Igreja Católica no Oriente Médio: comunhão e testemunho) e de 2012 (A nova evangelização para a transmissão da fé cristã). Participou, nomeado pelo Papa Bento XVI, na V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe, em Aparecida, Brasil (2007).

Foi membro do Conselho Executivo da União dos Superiores Gerais (2003-2012) e presidente da Comissão Teológica de tal organismo no triênio 2009-2012. Em 23 de novembro de 2012, foi eleito presidente da União dos Superiores Gerais (USG). Fala espanhol, galego, italiano, francês, Inglês, Português, sabe latim, hebraico bíblico e grego bíblico.

Já publicou inúmeros artigos em revistas sobre a vida consagrada e religiosa, teologia pastoral, Sagrada Escritura e Teologia Bíblica e sobre espiritualidade franciscana. Colaborou na tradução da Bíblia ao galego traduzindo o livro das Crônicas. Entre outras publicações destacam os livros: Parábolas (1991), e São Francisco de Assis e a Vida Religiosa, editado pela BAC (2009).