"Um grande presente para a Igreja"

O cardeal Velasio De Paolis ordenou 44 sacerdotes Legionários de Cristo

| 1027 visitas

ROMA, segunda-feira, 17 de dezembro de 2012 (ZENIT.org) – O cardeal Velasio De Paolis, delegado pontifício para a Legião de Cristo e o Regnum Christi, ordenou no sábado (15) 44 sacerdotes Legionários de Cristo na Basílica de São João de Latrão, dentro de uma cerimônia que teve a presença de cerca de 3000 pessoas, familiares e amigos. Em sua homilia, o cardeal disse que esses 44 novos sacerdotes são, dada a história recente da Legião, "um testemunho da graça que continua, perdoa, renova, cria um novo coração, conforta, dá esperança" e "um grande dom para a Igreja, através da Congregação dos Legionários de Cristo. " Os novos sacerdotes têm entre 29 e 41 anos e vêm de 12 países ao redor do mundo.

As palavras do cardeal focaram na necessidade que tem cada homem e mulher de encontrar-se com Cristo na figura do sacerdote como resposta de Deus a esta necessidade: “Temos necessidade de sacerdotes, porque temos necessidade de Cristo”, afirmou, “e Jesus Cristo é o homem que todo homem deve encontrar, em todo lugar e tempo, para poder alcançar a verdade de Deus e de si mesmo, é a meta da felicidade e do sentido da própria vida”.

O Delegado Pontifício para a Legião de Cristo ofereceu uma perspectiva positiva para os jovens com relação à sua fragilidade humana, que pode transformar-lhes em “testemunhas da graça divina”: “o sacerdote faz a experiência da própria debilidade e fraqueza. Tal experiência é salutar, se leva ao único que pode dar-lhe a graça da fidelidade, do amor e da doação plena”, afirmou o Card. De Paolis.

Sobre o significado destes 44 novos sacerdotes na história recente da Legião de Cristo, o cardeal quis dedicar, no final da homilia, algumas palavras claras, diretas, cheias de esperança e confiança na graça: “Vós, caros jovens, sois membros da Legião de Cristo, uma congregação religiosa que teve que enfrentar um momento muito difícil da própria história”, disse-lhes. Esta história “foi marcada pelo pecado, pelo desânimo, talvez até mesmo pelo desalento e pela humilhação. Fostes, como diz São Paulo, afligidos por todos os lados, mas caminhastes. Não perdestes o ânimo. Perseverastes na vossa vocação. Acreditastes naquele que vos chamastes. Acreditastes na graça. Para a graça tudo é possível”, concluiu.

"A alegria de crer"

Os 44 novos sacerdotes vêm de 12 países: 6 do Brasil, 1 do Chile, 1 da Colômbia, 1 da Inglaterra, 3 da Itália, 15 do México, 1 da Polônia, 1 de Porto Rico, 1 da Romênia, 2 da Espanha , 11 dos Estados Unidos, 1 da Venezuela. Todos fizeram os estudos de filosofia e teologia no Ateneu Pontifício Regina Apostolorum e o período de estudo e preparação incluiu também 1 triênio de trabalho pastoral que fizeram em diversos Países do mundo.

As histórias vocacionais foram coletadas no livro: “a alegria de crer”.

Os novos sacerdotes já estão trabalhando em diferentes partes do mundo: em Roma, Pe. Alessandro Magnoni está terminando o mestrado em teologia; Pe. Adrián Canal Vallejo, mexicano, está preparando o doutorado em filosofia; Pe. Brian Coe, de Washington, D.C. está se preparando para o ensinamento universitário.

A Legião de Cristo, congregação religiosa da Igreja Católica, está presente em 22 países. Três bispos fazem parte dessa congregação, 920 sacerdotes e mais de 2000 religiosos, noviços e alunos dos centros vocacionais, segundo os dados atualizados em dezembro do 2011.

(Trad.TS)