Um sacerdote, uma freira, uma mística e uma rainha: beatos em breve

O papa autoriza a Congregação para as Causas dos Santos a promulgar os decretos sobre as virtudes heroicas dos futuros beatos

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) | 768 visitas

Um sacerdote, uma freira, uma mística leiga e até uma rainha: é peculiar a lista dos servos de Deus de quem a Igreja reconheceu o milagre e que, portanto, serão proclamados beatos. Os decretos sobre as suas virtudes heroicas foram promulgados hoje pela Congregação para as Causas dos Santos, após a autorização concedida ontem pelo papa Francisco ao respectivo prefeito, cardeal Angelo Amato, SDB.

Na audiência de ontem, 2 de maio, o Santo Padre aprovou a promulgação dos decretos sobre os milagres de duas dentre os novos beatos: a Venerável Serva de Deus Maria Cristina de Savoia, rainha das Duas Sicílias, a “rainha dos pobres”, nascida em 14 de novembro de 1812 em Cagliari e falecida em 31 de janeiro de 1836 em Nápoles, na Itália; e a Venerável Serva de Deus Maria Bolognesi, mística leiga que padeceu no próprio corpo os sofrimentos de Jesus, nascida em 21 de outubro de 1924 em Bosaro e falecida em 30 de junho de 1980 em Rovigo, também na Itália.

A congregação publicou ainda os decretos sobre as virtudes heroicas do Servo de Deus Joaquim Rosselló i Ferrà, sacerdote, fundador da congregação dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, nascido em 28 de junho de 1833 em Palma de Mallorca, na Espanha, e ali falecido em 20 de dezembro de 1909; e as virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Teresa de São José, batizada como Joana Kierocinska, fundadora da congregação das Irmãs Carmelitas do Menino Jesus, nascida em 14 de junho de 1885 em Wielun, na Polônia, e falecida em 12 de julho de 1946 em Sosnowiec, no mesmo país.