Uma mulher é a quinta pessoa a se doutorar em Sagrada Teologia na Faculdade do Triveneto

Assunta Steccanella é casada, mãe de três filhos e já dirigiu uma empresa de artesanato

Roma, (Zenit.org) | 1005 visitas

A Faculdade de Teologia do Triveneto, na Itália, concedeu seu quinto título de doutorado em Sagrada Teologia. Desta vez, a uma mulher, a primeira que consegue o título em Pádua. Assunta Steccanella, 52, defendeu a tese de doutorado “Na escola do concílio para entender os sinais dos tempos: a interpretação conciliar dos signa temporum e sua recepção e legado no método da teologia prática”.

Steccanella coroou com o título de doutora um percurso acadêmico iniciado anos depois de ter vivido a experiência da maternidade (casada, ela tem três filhos) e da gestão de uma empresa de artesanato. Antes, já tinha conquistado o bacharelado, em 2004, com a tese "Bioética: um olhar sobre o feminino", e a licenciatura em teologia pastoral com a dissertação “Ação humana, agir eclesial, ato pastoral: um estudo de L’Action (1893), de M. Blondel, contribuição à pesquisa sobre a relação entre a teoria e a prática na teologia pastoral”.

Na faculdade teológica do Triveneto, Steccanella já lecionou Teoria da Escola e Didática, no curso 2010-2011. No segundo semestre deste ano, dirigirá um seminário teológico.