Uma nova igreja na Minsk pós-comunista

Paróquia do Espírito Santo será o quinto lugar de culto católico na capital da Bielorrússia

| 649 visitas

ROMA, terça-feira, 5 de junho de 2012 (ZENIT.org) - Graças à organização Luci sull’Est, a cidade de Minsk, capital da Bielorrússia, terá uma nova igreja. O templo será erguido em Chizhovka, um dos 32 mikrorajon (bairros fora do centro histórico da capital), na área de um antigo cemitério onde já houve uma capela.

Apesar de ser uma cidade de quase dois milhões de habitantes, Minsk tem hoje apenas quatro igrejas católicas. A Associação Luci sull’Est (Luz para o Leste), que contribuiu em 2010 e 2011 com a construção da catedral em Karaganda, no Cazaquistão, cobriu uma parcela substancial dos custos iniciais do trabalho, como parte da sua missão de ajudar a expandir o cristianismo nos países que emergiam da ditadura comunista.

No outono de 2011, a paróquia de Minsk recebeu permissão do município para a construção do templo. Em 19 de maio deste ano, durante a novena do Espírito Santo, foi consagrado o terreno e colocada a pedra angular da igreja, que será dedicada ao Espírito Santo.

A liturgia eucarística na ocasião foi presidida pelo arcebispo metropolitano de Minsk e Mogilev, dom Tadeusz Kondrusiewicz. “O evento de hoje”, disse o prelado no início da missa, “é muito importante não só para os moradores deste bairro, mas para todos os católicos de Minsk. Sabemos que há muitos, mas nem todos podem vir todos os dias até as igrejas do centro para participar dos sacramentos e rezar. Portanto, é importante para construir um templo em cada distrito. Os mais velhos da nossa geração se lembram bem do quanto a Igreja Católica sofreu e suportou no século passado: relíquias saqueadas, igrejas destruídas. Mas agora temos um novo direito a ter fé. Na história do cristianismo há um tempo de perseguição e um tempo de renascimento. Isto aconteceu também na Bielorrússia. Como diz a Escritura, ‘as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja’. Hoje, nós temos mais uma prova disto”.

Além dos muitos sacerdotes, dos representantes do governo do Distrito de Zavodsky e dos delegados do Departamento de Assuntos Religiosos e Étnicos em Minsk, participou da celebração o diretor da Luci sull’Est, Silvio Dalla Valle.

“Graças aos nossos apoiadores italianos”, disse Dalla Valle, “conseguimos levantar 40.000 euros para cobrir as despesas pré-operacionais. Uma nova igreja será um grande alívio espiritual para todos aqueles que hoje têm dificuldade de percorrer tantos quilômetros para ir à missa ou para rezar. Apoiar os nossos irmãos na Europa do Leste, que querem se aproximar ao cristianismo depois de anos de ateísmo forçado e de totalitarismo: é por isso que a nossa associação nasceu, em 1991. E agora vamos continuar o nosso compromisso de arrecadar fundos, para que esta nova igreja possa ser inaugurada no dia 13 de maio de 2014, festa de Nossa Senhora de Fátima”.