Umberto Betti, ex-reitor da Universidade Lateranense, novo cardeal

| 783 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 18 de outubro de 2007 (ZENIT.org).- O Pe. Umberto Betti, ofm, ex-reitor da Universidade Pontifícia Lateranense, será nomeado cardeal no consistório de 24 de novembro, anunciou Bento XVI nesta quarta-feira.



O Pe. Umberto Betti nasceu em Pieve di S. Stefano, na província de Arezzo, Itália, em 7 de março de 1922. Obteve o doutorado em Teologia em 1951 no Ateneu Pontifício «Antonianum» e fez um curso de especialização na Universidade Católica de Lovaina.

Professor de Teologia Dogmática Fundamental no mesmo «Antonianum» desde 1954, foi decano da Faculdade Teológica de 1966 a 1969 e reitor magnífico de 1975 a 1978.

Participou do Concílio Vaticano II, como consultor da Comissão Teológica Preparatória e depois como perito do Concílio e teólogo do arcebispo de Florença, Dom Ermenegildo Florit.

Desde 1964, foi qualificador da Sagrada Congregação Suprema do Santo Ofício e depois consultor da Congregação para a Doutrina da fé. De 1991 a 1995, foi reitor da Universidade Pontifícia Lateranense.

É acadêmico ordinário da Academia Pontifícia Teológica Romana e membro da Comissão «Fé e Constituição», do Conselho Mundial das Igrejas. Em 1995, João Paulo II lhe outorgou a Cruz «Pro Ecclesia et Pontífice». Colaborou também na elaboração em duas constituições dogmáticas, «Lumen gentium» e «Dei verbum».

Escreveu numerosos livros em italiano, entre eles: «Summa de sacramentis Totus homo» (1955), «A Constituição dogmática ‘Pastor aeternus’», do Concílio Vaticano II (1961), «A doutrina sobre o episcopado do Concílio Vaticano II» (1984) e «A doutrina do Concílio Vaticano II sobre a transmissão da Revelação».