Vaticano alenta ajuda à Igreja Ortodoxa Russa

Indicações a Ajuda à Igreja que Sofre

| 961 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 22 de maio de 2008 (ZENIT.org).- Altos representantes da Santa Sé alentaram iniciativas de ajuda que sirvam para promover a unidade entre católicos e ortodoxos.

Os cardeais Tarcisio Bertone e Walter Kasper, respectivamente secretário de Estado e presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, agradeceram à associação eclesial internacional Ajuda à Igreja que Sofre pelas múltiplas ajudas que destina às Igrejas Católica e Ortodoxa na Rússia, incitando-a a continuar prestando este apoio no futuro.

Ambos cardeais responderam, no transcurso de duas conversas mantidas com a direção internacional da associação em 14 e 15 de maio, a uma série de perguntas, segundo informa um comunicado emitido por Ajuda à Igreja que Sofre.

A delegação da associação estava encabeçada por seu vice-presidente, Pieter van der Velden (Holanda), e seu assistente eclesiástico Internacional, o Pe. Joaquín Alliende (Chile), que, após sua nomeação pela Santa Sé, assumirá em outubro o cargo do presidente de Ajuda à Igreja que Sofre.Também faziam parte da delegação o novo secretário-geral da Associação, Pierre-Marie Morel (França), e o responsável dos projetos da instituição na Rússia, Peter Humeniuk.

«O cardeal Bertone afirmou o compromisso da Santa Sé de continuar percorrendo o caminho rumo à unidade das Igrejas Católica e Ortodoxa, precisando que, neste sentido, Ajuda à Igreja que Sofre, em sua qualidade de associação dependente da Santa Sé, exerce de nexo de união com a Igreja Ortodoxa russa», informa a nota.

«A delegação de Ajuda à Igreja que Sofre informou acerca das ajudas para a formação de seminaristas e sacerdotes ortodoxos, os esforços por informar objetivamente sobre a Igreja Católica na Rússia, a cooperação de ambas Igrejas na programação oferecida pelos meios de comunicação russos e as reações – altamente positivas – ao documentário sobre o Papa Bento XVI, emitido pela televisão pública russa em 16 de abril com a saudação do Papa ao povo russo», acrescenta o comunicado.

Por sua parte, o cardeal Kasper, que nestes dias realiza uma visita à Rússia, sublinhou em sua conversa com a delegação de Ajuda à Igreja que Sofre «as amplas coincidências na fé entre as Igrejas Católicas e Ortodoxa, a sacramentalidade e estrutura episcopal de ambas Igrejas e os santos (entre eles, alguns Papas do século I) venerados por ambas. Foi considerado de especial importância que tanto católicos como ortodoxos se esforçassem por difundir uma informação recíproca veraz».

Ajuda à Igreja que Sofre é uma associação de Direito Pontifício dependente da Santa Sé que apóia a pastoral. Foi fundada em 1947 pelo monge premonstratense holandês Werenfried van Straaten («Padre Tocino»). Em sintonia com João Paulo II, a Associação iniciou na última década do século passado sua ajuda à Igreja Ortodoxa russa.