Veneza recorda o nascimento do Papa do sorriso

Centenário do nascimento de Albino Luciani

| 1065 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 30 de outubro de 2012 (ZENIT.org) – Fala-se muito nestes dias de João Paulo I, nascido Albino Luciani, em 17 de outubro de 1912. As pessoas chamam-lhe "o Papa do sorriso", ou "o Papa dos 33 dias", porque ele governou a Igreja por pouco mais de um mês, de 26 agosto a 28 setembro de 1978.

A cidade de Veneza, da qual foi patriarca de 1969 a 1978, recordou-o nesta tarde de terça-feira(30) com uma missa solene por ocasião do centenário de seu nascimento. A comemoração contou com uma missa às 18 na Basílica de São Marcos, presidida pelo Patriarca Francesco Moraglia que concelebrou com os Bispos da Conferência Episcopal Triveneta. Em seguida, às 20h30, aconteceu um concerto de música sacra oferecido pelo procurador da Basílica de San Marco, Instituto Polonês de Roma e  fundação Capela Cracoviensis de Cracóvia. Durante os três intervalos foram lidos textos de Albino Luciani.

No programa do concerto, composições de dois dos principais expoentes da escola veneziana do século XVII: Giovanni Gabrieli, organista, compositor e maestro da Basílica de San Marco, que cumpre o 400 º aniversário da morte (1612) e Mikolaj Zielenski , organista, compositor e maestro da Lowicz Colegiada (sede do primaz da Polônia).

Na comemoração do centenário de seu nascimento também foi entregue dia 17 de outubro, à Congregação para as Causas dos Santos, nas mãos de seu prefeito, o cardeal Angelo Amato, o Summarium testium, que é o primeiro de quatro documentos que ajudarão a preparar a Positio sobre as virtudes heroicas do Servo de Deus João Paulo I.

(MEM)