VI Encontro Latino-Americano e do Caribe de Pastoral Penitenciária

«Estive na prisão e me visitastes»

| 964 visitas

SANTO DOMINGO, quarta-feira, 26 de novembro de 2008 (ZENIT.org).- Com uma celebração eucarística na catedral primária da América, presidida por Dom Josep Wesolowski, núncio de Sua Santidade, foram dadas as boas-vindas aos delegados de 22 países que fazem parte do VI Encontro Latino-Americano e do Caribe de Pastoral Penitenciária, que acontece de 24 a 28 de novembro na capital dominicana. 

Desta forma – informa à Zenit Jay Vanessa Díaz Gneco, encarregada da Unidade de Comunicações e Relações Públicas, do Patronato Nacional Penitenciário – concelebraram a Eucaristia que guia este Encontro: Dom Artemio Flores, responsável de Pastoral Social do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM); o diretor do Observatório Pastoral do CELAM e secretário executivo da Comissão Episcopal da Missão Continental, Pe. Leónidas Otíz; o coordenador nacional da Comissão Nacional de Pastoral Penitenciária da Conferência do Episcopado Dominicano e capelão geral de prisões da República Dominicana, Frei Aristides Jiménez; o secretário executivo do Departamento de Justiça e Solidariedade do CELAM, Pe. Enrique Quiroga, acompanhados dos sacerdotes e diáconos participantes neste importante evento. 

Nesta Eucarisita, Dom Joseph Wesolowski leu a mensagem enviada pelo Papa a este VI Encontro: «Sua Santidade Bento XVI saúda cordialmente os participantes do VI Encontro Latino-Americano e do Caribe de Pastoral Penitenciária e os exorta a, escutando a palavra do Mestre: «estive preso e me visitastes» (cf. Mt 25, 25-36), anunciar o evangelho da misericórdia e da reconciliação às pessoas reclusas em recintos penitenciários, de modo que o encontro com Jesus Cristo seja ocasião propícia para o arrependimento, a confiança, o cultivo da autêntica esperança e a prática da caridade. Uma vez que invoca a maternal proteção da Virgem Maria, consolo dos aflitos, e como penhor de copiosos dons celestiais, o Santo Padre lhes ministra a implorada bênção apostólica». 

Depois da Eucaristia se trasladaram ao Auditorium da Casa São Paulo, onde tiveram algumas palavras de saudação e boas-vindas o comissionado para a Reforma e Modernização da Justiça, Lino Vásquez, e o procurador geral da República, magistrado Radhamés Jiménez, que destacou o tão significativo trabalho da Pastoral Penitenciária, e as Casas do Redentor. 

Depois destas palavras de reconhecimento à Pastoral Penitenciária Dominicana, seguiu Dom Artemio Flores, em sua qualidade de responsável de Pastoral Social do CELAM, que deu abertura formal ao VI Encontro Latino-Americano e do Caribe de Pastoral Penitenciária. 

Após as emotivas palavras de Dom Flores, que expressaram uma grande gratidão e caridade fraterna, concluiu-se o ato com o reconhecido artista católico Enrique Félix e se deram-se as boas-vindas aos delegados da Pastoral Penitenciária de toda a América Latina e do Caribe. 

Os países assistentes à atividade são: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Inglaterra, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, Uruguai, Venezuela, membros do CELAM e República Dominicana.