Via Sacra de Surdos: espetáculo para todos!

A Via Crucis encenada por atores surdos é um exemplo de que a acessibilidade pode ser aliada a cultura

Brasília, (Zenit.org) Redacao | 443 visitas

A 6ª Via Sacra de Surdos vai ocorrer neste sábado, 26 de abril, no Aeroclube de Brasília (903 Sul).  O espetáculo teatral é encenado por 120 atores surdos. É o único do Brasil com esta estrutura e pretende mostrar a Via Crucis como um exemplo de acessibilidade aos que comparecerem. Haverá interpretação de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) para o português e áudiodescrição.

A iniciativa começou em 2009 como uma das atividades realizadas pela Pastoral dos Surdos de Brasília, no Instituto Nossa Senhora do Brasil (INOSEB), com o apoio do Grupo Via Sacra Ao Vivo de Planaltina/DF e os familiares dos participantes. Segundo a coordenadora ouvinte do evento, Lílian Pazzini, um dos objetivos do espetáculo é quebrar a barreira de comunicação entre os surdos e os ouvintes [quem não tem a capacidade auditiva comprometida]. Durante a apresentação, os atores fazem os sinais e um grupo de trinta pessoas interpretam para a plateia os diálogos. “A nossa intenção é fazer com que o ouvinte se sinta incluído. Queremos mostrar um bom exemplo de acessibilidade”, afirma Lílian.

Em sua 5ª edição, ano passado, a Via Sacra de Surdos reuniu cerca de cinco mil pessoas. Para este ano, a organização espera um número ainda maior, pois não somente os surdos, mas pessoas com as mais diferentes deficiências, ou que não tem nenhuma, tomam conhecimento do evento e da possibilidade de aproveitá-lo.   

O espetáculo, que era ensaiado semanalmente desde o início de janeiro de 2014, começa com a encenação da última ceia de Jesus Cristo, seguida pela agonia no Horto das Oliveiras, prisão depois da traição de Judas, julgamento no palácio de Pilatos, flagelação, Via Crucis, crucificação, morte e ressurreição. Toda a encenação é permeada por músicas interpretadas, também em LIBRAS, por cantoras surdas. Neste ano, uma das canções será conduzida por uma cantora com deficiência visual.

Pedro Melo tem duas responsabilidades importantes dentro da Via Sacra. Ele é o coordenador surdo do evento e interpreta Jesus há seis anos.  Pedro afirma que se sente impressionado pela figura de Jesus que ao mesmo tempo transmite sofrimento e amor. Para ele, estar envolvido na encenação tem um significado ainda maior: “Além de elevar a autoestima do grupo motivando-os que são capazes e podem acreditar em si mesmos, também é a única que se preocupa em dar acessibilidade a todos”.

Desde a entrada no Aeroclube, todos são chamados a interagir com a LIBRAS por meio dos intérpretes que estarão no local. O intuito é possibilitar a interação entre os presentes. Quem quiser conhecer mais a respeito do trabalho do Grupo Via Sacra dos Surdos, curta a página do Facebook Via Sacra dos Surdos (http://migre.me/iU8I3) e tenha acesso a fotos e material de divulgação do evento.

Serviço:


Data/Hora: 26 de abril (sábado), às 16h

Local: Aeroclube de Brasília, 903 sul, bloco b, lote 77 (Atrás da FUNAI)

Informações para a imprensa:

João Paulo Mariano – Jornalista: 92385078 - Joaopm.com@gmail.com

José Ednilson – Jornalista: 81407711 - jednilson@gmail.com

[Texto enviado e cedido à ZENIT por João Paulo Mariano]